Biblioteca de roupas, você já conhece o consumo consciente de moda ?

Os últimos textos falando sobre as mudanças na moda foram focados no início da cadeia de moda (matéria-prima, fiação e tecidos) e mudança no hábito de consumo. Eles podem parecer um tanto afastados da gente, mas têm papel fundamental para entendimento da mudança.

Biblioteca de roupas, você já conhece o consumo consciente de moda ?
Fonte: Pinterest

Por isso, e por ser a primeira etapa do funcionamento da moda, é que foram abordados antes. Portanto, não esqueça de sempre perguntar a procedência do material e da roupa que está comprando!

Agora, vamos falar dos movimentos voltados para as roupas já existentes. A grande maioria quando resolve se desfazer de uma peça de roupa, doa ou joga fora.
Em geral, o destino final delas costuma ser os lixões ou aterros sanitários.

Isso é grave, pois podem ser incineradas ou passar pelo processo de decomposição. Em ambos casos, gases poluentes vão para atmosfera elevando a poluição de nosso mundo.

É por causa disso que devemos pensar em novos destinos (talvez nem tão novos assim) e que são entendidos como formas de sustentabilidade na moda: os brechós e as bibliotecas de roupas.

Só na cidade de São Paulo são mais de 100 e funcionam de forma variada. Alguns compram as peças que tem, outros apenas por meio de consignação. Há os que alugam e os que só funcionam com vendas.

Há também os que vendem peças mais vintage, de luxo ou de tudo um pouco. E talvez não precisem de grandes explicações sobre seus conceitos por já existirem há algum tempo, mas só agora ganharam reconhecimento.

Biblioteca de roupas, você já conhece o consumo consciente de moda ?
                                                         https://www.facebook.com/aroupateca
Biblioteca de roupas, você já conhece o consumo consciente de moda ?
      https://www.facebook.com/aroupateca

A Biblioteca de Roupa é um conceito mais novo e funciona da mesma forma que uma biblioteca de livros.

As roupas são de acervos ou lojas e são postas para serem pegas (você paga uma taxa de mensalidade e dependo do valor, varia a quantidade de peças a que tem possibilidade). Em São Paulo, há a Roupateca que funciona dessa forma.

Gostou das dicas? Qual funciona melhor para você? Já começou a reparar na forma que consome moda? Deixe seu comentário…