A Cirurgia de Implante Coclear

A Cirurgia de Implante Coclear

A cirurgia de Implante Coclear é muito semelhante à qualquer outra cirurgia de ouvido. Dura cerca de 2 horas e é feita sob anestesia geral, através de uma pequena incisão de 3 cm atrás da orelha. Não há necessidade de raspar todo o cabelo (a equipe faz uma raspagem atrás da orelha, na sala de cirurgia).

Os resultados do tratamento com Implante Coclear são muito dependentes das expectativas dos pacientes e seus familiares. Para fundamentar algumas expectativas são necessárias algumas informações:

O Implante Coclear não é capaz de re-estabelecer a capacidade normal da audição, portanto não é a cura da surdez;

A Cirurgia de Implante Coclear

O Implante Coclear não substituiu o aparelho auditivo convencional, mas é recomendado àqueles que não tem benefício com os mesmos;

Existe um componente interno (implantado cirurgicamente) e um componente externo semelhante ao aparelho auditivo convencional;

Logo após a cirurgia o paciente ainda não terá nenhuma sensação auditiva, pois o componente interno estará desligado;

Após a ativação do componente externo, 4 a 6 semanas após a cirurgia, o paciente iniciará o processo de reabilitação, ainda com uma qualidade de discriminação dos sons ruim;

Não é possível prever os resultados auditivos após o implante e ativação;

A determinação e empenho do paciente e da família são fundamentais no processo de aprendizagem e reconhecimento dos sons;

Os resultados são muito variáveis, pois cada pessoa tem suas particularidades e ritmo de aprendizagem;

O processo de aprendizagem e reconhecimento dos sons deve ser encarado como um desafiador processo que o paciente terá por toda a sua vida.

Algumas complicações podem ocorrer, com em qualquer outra cirurgia de ouvido:

Infecção: É raro, mas pode ocorrer por alterações na cicatrização. Uma cirurgia adicional pode ser necessária para tratamento da infecção.

Piora da audição: Acontece em quase todas as cirurgias, porém como a cirurgia é indicada para perdas muito graves, não há grande preocupação neste sentido, uma vez que o paciente passará a fazer uso do aparelho eletrônico implantado.

Perfuração timpânica: De ocorrência rara, também pode demandar uma cirurgia adicional para o tratamento.

Zumbido: 80% dos pacientes melhoram do zumbido após o implante. Nos primeiros dias após a cirurgia pode aparecer um zumbido, principalmente nos casos onde há resíduo auditivo significativo antes da cirurgia. Esse sintoma tende a desaparecer com a ativação do IC.

Tontura: Pode ocorrer logo após a cirurgia por irritação das estruturas do ouvido interno. Em alguns casos pode persistir por algumas semanas.

Alteração do paladar e boca seca: Não é raro acontecer por alguns dias ou semanas após a cirurgia.

Paralisia Facial: É fato raro, pois é utilizado um monitor de nervo facial para evitar lesões ao nervo. A paralisia, quando ocorre, pode persistir por alguns dias ou semanas e, geralmente, volta ao normal.

Hematoma: Também é raro e pode ser corrigido com drenagem cirúrgica.

Você leu um artigo sobre: A Cirurgia de Implante Coclear, comente.